Alguns dias se passaram desde que a Clériga do Templo e as Sacerdotisas dos Elementos partiram em busca de um antídoto para Celina.
Dia após dia, o quadro de Celina piora assustadoramente.
Partindo do local da picada da serpente no seu pescoço, estranhas nervuras escuras se expandem em teia sob a pele, comportando-se como um vírus de agressividade nunca vista.
Cada vez mais, a Sábia Celina parece mergulhar num profundo sono e mal se percebe a sua respiração, conforme o veneno se alastra pelo corpo.
Todos ficam apreensivos e angustiados com estado de saúde de Celina em Ricarten...
Mesmo conscientes de que um novo ataque de Midranda é iminente, os pristonianos tentam se recuperar da destruição da última batalha com Raxgarus e retomar a rotina de suas vidas.
Enquanto tentam reconstruir e recuperar as vilas devastadas, percebem que os distúrbios causados pela desarmonia nos elementos modificaram a geografia do continente.
Com a abertura da fenda no oceano da Ilha Perdida, quando Raxgarus deflagrou o ataque do elemento terra, apesar de ter sido contida pela força da Sacerdotisa Axine, o mundo do subterrâneo foi exposto e as suas, então, camadas profundas foram empurradas pelas forças da água para a superfície e, em seguida, arrastadas para a praia.
Nas margens da Ilha Perdida, milhares de fósseis de criaturas pré-históricas, há muito extintas, são encontrados e os pesquisadores estabelecem verdadeiros sítios arqueológicos para estudar as primeiras experiências malsucedidas da criação dos antigos deuses.
Imersos em suas análises e imaginando como o mundo do Priston era diferente na época em que os seres da Era Jurássica andavam sobre a terra, os estudiosos não percebem que são observados, atentamente, pela mesma criatura que visitara o local durante a batalha de Axine.
De repente, uma enorme onda de águas escuras arrebata o sítio arqueológico e encobre os fósseis.
Quando a água negra se retrai, os fósseis começam a se movimentar e, misteriosamente, os seus ossos começam a se reconectar nas suas junções, os músculos e a corrente sanguínea são reconstruídos e recobertos pela pele. Por fim, ganham vida novamente!
Como se estivessem possuídos por uma alma maligna, os monstros jurássicos tornam-se, extremamente, agressivos e começam a atacar a tudo e a todos que cruzam os seus caminhos.
Uma nova invasão tem início!
Nesse momento, a curiosa criatura salta do rochedo para o oceano e desaparece sob a superfície da água.
Em Pillai, Midranda está reunido com os seus dois últimos generais, a Rainha Succubus e o egocêntrico Kithius, tramando a sua próxima investida, quando é interrompido com a notícia do estranho fenômeno da invasão dos monstros jurássicos no continente:

🗨️ “Quem ousa a interferir nos meus planos?
Vai, agora, minha cara rainha! Descobre por que o meu mundo está repleto das odiosas criaturas dos meus antagonistas!
Kithius, vejas que já há outros interessados em tomar o meu reino! Tem de agires rápido! Prepara-te logo para a batalha e destrói todos os meus inimigos de uma única vez!”, ordena Midranda, esbravejando com sua voz de trovão.
🗨️ “Sim, Mestre!”, respondem Kithius e a Rainha Succubus, em uníssono.

Em Ricarten, o Comandante Derik, também, é informado sobre o novo ataque e, imediatamente, suspeita de Midranda.
Sem as habilidades da técnica da “Fusão” da Sábia Celina, o continente está desprotegido e fadado ao pior destino...

Estará a Terceira Guerra dos Deuses perdida?!

Confira os detalhes do novo evento do Priston nas tabelas abaixo:










O evento Invasão Jurássica está ativo nos subservidores Alfa e Beta de todos os servidores.


Para saber mais, visite o nosso website e siga-nos no Facebook:
Website: https://goo.gl/jqVAVd
• Facebook: https://goo.gl/6EytEb


A Invasão Jurássica começou de forma devastadora! 🦖🦖🦖
Quem estará por trás desse novo e aterrorizante ataque?! 🤔
Divirta-se, agora, com o novo evento do Priston!



Equipe Priston Tale